Sobre o Autor

Minha foto
Brasília, DF, Brazil
Pai-Professor-Doutrinador-Artista Amador-Conscienciólogo-Consultor de Idiomas-especializado na Língua Inglesa. Sempai (Ikkyu) de Judô do MahaGuru Goh Thong Mong (Malásia). Aprendiz de Medicina Chinesa sob a tutela do Mestre Dr. Sifu Li Hon Ki (Santa Catarina). Estudioso e pesquisador das raízes das Artes Marciais e a Evolução do Ser. Seguidor das idéias de Joseph Campbell. Multiplicador Certificado do Programa Sri Sathya Sai da Universidade de Sai Baba na India em Educação em Valores Humanos.

6/01/2011

mas que INFERNO!...

...AsTraL!

Os 40 ou 30 dias (perguntem aos Astrólogos) que antecedem a celebração da data de nascimento de alguém são realmente algo a ser cuidadosamente observado, pois acreditar que são maiores as probabilidades do Ser passar por momentos de tristeza, chateação e aborecimentos e alinhamento estelar são coisas diferentes, mas combinam bem.


A vida é feita de ciclos e as energias que compõem o início e o fim são diferentes e contraditórias mas trata-se do ponto exato onde ambas se tocam. A imagem da Serpente Urobouros, por exemplo, que engole a própria cauda ilustra de forma oportuna o conceito dessa união entre o início, o fim e o início até chegar ao fim que beija e abraça o início e o romance se extende ao fim (que já está de olho no inío lá ó)...
Esse simbolismo também pode ser associado com à energia da própira Kundalini, que jaz dormente na base quadrada e amareal do Chakra Raíz, o MULADHARA.

O Aniversário nada mais é que o importante marco do novo ciclo do Astro Rei partindo do mesmo ponto zodiacal em que ele estava quando do Primeiro Sopro de Vida do Ser. Esses 40 ou 30 dias que antecedem esse ponto de entrada no novo ciclo são uma antítese do que foram os primeiros dias desse ciclo ao qual está se despedindo.
É natural que todos os ciclos anteriores, coloquem em conflito toda a sua base e seu fundamento nessa reta final, por isso ela é marcada por incertezas, agitações, mudanças e uma certa desordem, além da aparente instabilidade. Isso se deve ao fato da Consciência estar concluindo uma etapa e atravessando as fronteiras para uma nova dimensão. Um lugar aonde as regras anteriores não se aplicam e novas ferramentas precisam ser descobertas para que novas regras sejam forjadas e é justamente a desordem e a inversão de valores nos momentos finais do período anterior que permite uma adaptação ao Futuro que está por vir.
CarlosAmoras


"O Inferno AstraL é um período de ser instrumento para o bem dos outros e não estar preocupado com causas próprias "
Eduardo Maia, Astrólogo





2 comentários:

  1. Tudo bem, eu também não entendo nada de maquiagem. Cubra o Príncipe de Beijos
    - = )

    ResponderExcluir